Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Tríduo Pascal

De Dentro Geral Em 16/04/2019


Tríduo Pascal

O Tríduo Pascal é o centro de todo o ano litúrgico e não há celebração mais importante que esta para nós cristãos. Também este ano celebraremos o ato de obediência pelo qual fomos salvos, o gesto de amor que nos deu vida para sempre! O Tríduo Pascal, rico em rituais e celebrações, constitui para os cristãos o coração da liturgia como memorial da essência da fé na morte e ressurreição de Cristo.

Santuário de Fátima

Santuário de Fátima

Durante o Tríduo Pascal não nos recordamos de um acontecimento do passado como forma de comemoração, como pode ser feito para qualquer acontecimento trágico, celebramos a paixão, a morte e a ressurreição do Senhor Jesus de maneira Misteriosa. O evento da crucificação, agonia, morte e ressurreição de Jesus é atualizado, presente nos efeitos salvíficos. Através da celebração do Tríduo Pascal, o evento da nossa salvação se torna contemporâneo para nós e nós para ele.

Através da catequese e dos momentos de oração pessoal e comunitária, devemos nos preparar para compreender e acolher a salvação de Jesus Cristo.

Santuário de Fátima

Santuário de Fátima

De acordo com o Rito Católico Romano, o Tríduo começa com as Vésperas na Quinta-feira Santa e a celebração da “Ceia do Senhor” e termina com as Vésperas no Dia da Páscoa.
As principais celebrações são:
– A missa da noite (Ceia do Senhor) na Quinta-feira Santa;
– A ação litúrgica na sexta-feira santa;
– A vigília pascal na noite do Sábado Santo;
– A celebração da Páscoa no domingo.

Nazaré

Nazaré

A Quinta-feira Santa começa com a Missa Crismal, uma celebração que ocorre de manhã e que, especialmente para os sacerdotes, é de considerável importância. De fato, durante esta celebração, os óleos sagrados não são apenas abençoados, mas as promessas dos sacerdotes também são renovadas. Cada Bispo preside esta celebração em sua própria catedral, para a qual todos os sacerdotes são convidados a participar.

Na tarde da Quinta-feira Santa, com a missa vespertina “na Ceia do Senhor”, (João 13:1) os ritos do Tríduo Pascal começam oficialmente. Durante esta liturgia é realizado o rito tradicional de “lavar os pés”, lembrando precisamente a última ceia de Jesus e, sobretudo, a instituição da Eucaristia.

Na sexta-feira santa, dia em que nos lembramos da crucificação, morte e deposição de Jesus, realizamos uma “ação litúrgica” e a adoração da cruz.
Neste dia e no dia seguinte (Sábado Santo), a Igreja, por tradição muito antiga, não celebra a Eucaristia.

Nas horas da tarde, acontece a celebração da Paixão do Senhor. Os dois aspectos do mistério da cruz são comemorados juntos: o sofrimento que prepara a alegria da Páscoa, a humilhação e a vergonha de Jesus, da qual a glorificação dele surge (Cf. Hebreus 4:14).

Na noite da sexta-feira santa, a Via Crucis é tradicionalmente celebrada. Para os católicos, a sexta-feira santa é um dia de penitência, jejum e abstinência.

Via Sacra em Jerusalém

Via Sacra em Jerusalém

O Sábado Santo é um dia “a-litúrgico”, isto é, desprovido de liturgias. Nenhuma celebração acontece, exceto a grande vigília pascal à noite, que Santo Agostinho chamou de “mãe de todas as vigílias”.

A Igreja Católica convida todos os fiéis a participarem, se puderem, nas principais celebrações do Tríduo Pascal, nomeadamente, a missa vespertina “em Cena Domini”, na Quinta-feira Santa, a ação litúrgica na igreja na Sexta-feira Santa, a Vigília Pascal no Sábado Santo, a Missa do Domingo da Ressurreição, uma vez que estas celebrações são o núcleo mais profundo da liturgia da Igreja e, portanto, são mais importantes do que outras devoções que também acompanham a liturgia nos dias de hoje, como as procissões e a Via Crucis.

Via Sacra em Jerusalém

Via Sacra em Jerusalém

É nos dias do Tríduo que o coração acolhe e guarda a essência de toda a fé cristã. É nas celebrações desses mistérios que está a raiz da fé em Jesus Cristo, que morreu e ressuscitou para a salvação da humanidade.

 

Compartilhe!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.