Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Minha História na Igreja da Natividade

Atualizado em 18/06/2020.

 

Esse pequeno texto é, apenas, um relato sobre uma das maiores experiências da minha vida religiosa. É o episódio vivido na cidade de Belém, nossa última parada de peregrinação.

Chegamos a Belém tarde, entramos pela garagem do hotel, mas a guia, Silvia, nos tinha relatado que nosso hotel era a meia quadra da Igreja da Natividade. Após o check in, jantei, no hotel e, sai para conhecer a região em que estávamos hospedados. Logo, vi a Igreja da Natividade, com sua porta pequenina, em que temos que entrar abaixados. Na sua frente a mesquita de Omar. Nesse percurso, não sei como, mas fiquei sabendo que a Igreja abre, diariamente às 5:00 horas. Tinha certeza, estaria na igreja no dia seguinte, na sua abertura.

Extenuada, voltei ao hotel e dormi. Às 4h40 acordo com um som muito estranho, ainda, sem entender bem o que acontecia, descobri que era a hora Fajr, horário da primeira oração islâmica, antes do nascer do sol. Levantei e, rapidamente, me arrumei e saí em direção à igreja da Natividade. Vi a pequena porta fechada e, pensei que estivesse errado o horário de abertura. Sozinha, na esplanada, um vendedor ambulante se aproxima e tenta vender algo. Com poucas palavras, me explicou que a entrada era pela porta católica de Santa Catarina. Entrei e fui guiada pelos cantos, cheguei à Igreja da Natividade.

Durante alguns minutos fui a única a assistir a uma celebração ortodoxa-armênia (somente, à tarde descobri quais eram os altares destinados às três religiões: católica e as ortodoxas armênia e grega.) Um senhor passou por mim e abriu o pequeno portão do altar e me chamou com um gesto para descer para a gruta e eu com medo, fiquei estática. Continuei assistindo à celebração armênia. Às 5h45, terminou a missa e os sacerdotes nos convidaram a descer. Eram apenas umas 7 ou 8 pessoas.

Desci e descobri que estava a poucos metros do local do nascimento de Jesus. Emoção pura!!! Mas, o melhor estava por vir! Muitos ortodoxos descem e um senhor começou a indagar “Are you catholic? ” e os ortodoxos são retirados, pois às 6h era o horário reservado para a “messa cattolica”. Enfim, assisti a uma missa católica seca e pude comungar onde Jesus nasceu! Emoção que colaborou e colabora para manter minha fé e ter certeza que voltarei à Belém para reviver esses momentos.

Fui a outra missa, logo no início da manhã e, por fim, descobri que o senhor que me convidou a descer, assistia a missa católica todos os dias. E, nos demais dias o senhor, responsável pela missa católica, me reconhecia como uma turista católica que ia a missa na gruta da igreja da Natividade, durante sua estadia em Belém. Amém!

Lucilene Margarete Pizoquero foi nossa peregrina pela Terra Santa e nos presenteou com esse depoimento. Deixe nos comentários sua opinião e continue Peregrinado de Casa pela Terra Santa com a gente.


Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.