Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Os Dez Mandamentos e o Monte Sinai

De Dentro Geral, Terra Santa Em 26/02/2018


O Monte Sinai é considerado sacro pelos hebreus, cristãos e muçulmanos por ser o lugar onde Moisés recebeu as Tábuas da Lei com os Dez Mandamentos. Segundo a tradição, no vale aos pés do Monte Sinai, Deus falou à Moisés pela primeira vez em uma sarça ardente.

 

 

O Monte Sinai é um monte evidentemente pleno de ressonâncias. A primeira: o Sinai é o lugar da teofania, da grande manifestação de Deus em seu mistério. “Ao raiar da manhã, houve trovões e relâmpagos. Uma nuvem espessa cobriu a montanha, e um fortíssimo som de trombetas se fez ouvir. No acampamento todo o povo se pôs a tremer” (Ex 19, 16).

 

 

O Monte Sinai é também o lugar da “teologia”, isto é, não só da manifestação, da aparição, mas também da Palavra de Deus e da intimidade com Ele.

Os Dez Mandamentos, ou Decálogo, portanto, é uma revelação sobre quem é Deus e sobre aquilo que Ele quer fazer pelo homem; sobre quem é o homem e sobre aquilo que ele é chamado a fazer para ser imagem e semelhança de Deus aqui na terra. O Decálogo é uma mensagem de vida e de sabedoria que reflete os grandes valores universais da humanidade. Nesta perspectiva, se apresentam como um dom, como um guia para viver em plenitude a nossa experiência humana segundo a vontade de Deus. Desta forma, eles indicam a vontade de Deus e devem ser interpretados e vividos à luz do único mandamento do amor a Deus e ao próximo, que é a síntese e a chave de leitura de toda a revelação e o caminho para a liberdade (cf. Mt 22, 34-40).

 

 

A subida ao Monte Sinai

“No dia em que se completaram três meses que os israelitas haviam saído do Egito, chegaram ao deserto do Sinai. Depois de saírem de Refidim, entraram no deserto do Sinai, e Israel acampou ali, diante do monte. Logo Moisés subiu o monte para encontrar-se com Deus” (Ex 19, 1-3).

Atualmente existem dois itinerários que levam a cume do monte. Para quem está em forma pode subir os 3750 degraus da escada chamada Escada do Arrependimento. Esta opção é também chamada de Degraus da Penitência, onde estão espalhados vários lugares votivos, entre eles a Porta da Confissão, a Porta de Santo Estevão e a Fonte de Moisés, que jorra de uma pequena gruta.

 

 

O segundo itinerário, o mais fácil, é chamado “caminho dos camelos”, que conflui com os últimos 750 degraus da Escada do Arrependimento. Em nossas peregrinações, a subida ao Monte Sinai costuma ser durante a noite para que todos possam contemplar o amanhecer tendo a oportunidade de fazer uma maravilhosa experiência de Deus à semelhança de Moisés. Confira abaixo:

 

 
 
Fontes:

  • Bíblia Sagrada
  • Gianfranco Ravasi
  • La Chiesa


Embarque para a Terra Santa!


Nós temos condições especiais pra você, entre em contato com a gente: [email protected] ou pelo whats app!

Compartilhe!

Posts Relacionados

1 comentário

  • Maria Aparecida da Silva Ferreira 3 ANOS AGO

    Lindo, tbem quero

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.