Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

O Monte Sinai

De Dentro Terra Santa Em 11/09/2019


O Monte Sinai

O Monte Sinai, com 2.285 metros de altura, está localizado na Península do Sinai. O cume da montanha é um ponto de convergência das três principais religiões monoteístas, Islã, Cristianismo e Judaísmo, porque é precisamente aqui que para muitos Deus revelou a lei dos Dez Mandamentos a Moisés (Deuteronômio 5:1-22). A seus pés está o Mosteiro de Santa Catarina, construído há mais de 1.500 anos e protegido pelo complexo arquitetônico de Santa Catarina, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO e atualmente o mais antigo mosteiro cristão em funcionamento.

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai, Egito

As viagens ao cume não são apenas dos religiosos, chegando aqui depois de uma visita ao mosteiro de Santa Catarina, é possível admirar o sol nascente do topo do Monte Sinai, porque o espetáculo do amanhecer, com os fracos raios do sol acariciando as encostas do maciço sem limites, também é uma profunda experiência espiritual.

A subida ao Monte Sinai

Normalmente, é usado o “Caminho dos Camelos”, o mais fácil, que começa por trás do mosteiro. É um caminho mais tortuoso, mas um pouco menos pesado para os músculos das pernas.

O “Caminho dos Camelos” se funde com os últimos 750 degraus da Escada do Arrependimento, perto da Gruta de Elias, uma planície arenosa adornada com alguns ciprestes, incluindo um com quase 1000 anos de idade.

A maioria dos turistas sobe à tarde para chegar à noite e assistir ao nascer do sol pela manhã. Se você quiser passar a noite na montanha, deve parar na Gruta de Elias, onde também encontrará banheiros e algumas pequenas lojas. Está frio mesmo no verão, por isso é uma boa ideia vestir-se bem.

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai, Egito

No topo da montanha, onde Deus falara com Moisés a partir de uma nuvem flamejante, fica uma mesquita do século 12 e a capela da Santíssima Trindade, construída em 1934 nas ruínas de uma igreja do século 4.

Monte Sinai – lugar da Teofania

O Monte Sinai é uma montanha, evidentemente, carregada de ressonâncias, na qual, no entanto, também gostaria de mencionar apenas algumas dimensões. A primeira: o Sinai é o lugar da teofania, da grande manifestação do Deus misterioso. “E aconteceu que, ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um sonido de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial (Êxodo 19:16). Estamos diante da celebração por excelência do tremendo de Deus, é o lugar em que Deus nos faz descobrir toda a impotência do homem – qualquer peregrino que suba ao Sinai também consegue intuí-lo exatamente na atmosfera dessa montanha, montanha solitária , montanha desolada e árida, atravessada pelo vento, drenada pelo brilho do sol, mutável até pelas cores variáveis de suas pedras durante o dia.

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai – lugar da “Teologia”

O Monte Sinai é também o lugar da “teologia”, que não é apenas a manifestação, a aparência de Deus, mas também a palavra de Deus. A esse respeito, gostaria de lembrar, além do Decálogo que nos chega a partir deste monte – as Dez Palavras fundamentais sobre as quais nossa sociedade dispersa, ainda que muitas vezes desordenada e distraída, está organizada – acima de tudo, um belo versículo do quinto livro da Bíblia, Deuteronômio, onde Moisés, recordando essa experiência, diz que ouviu “apenas uma voz” (Deuteronômio 5:23). Linda essa intuição que nos lembra como na montanha só descobrimos a voz cercada pelo silêncio. Então aqui chegamos a uma segunda experiência fundamental: a palavra a ser descoberta na montanha, a “teologia”.

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai, Egito

Monte Sinai – lugar da intimidade com Deus

Nesse ponto, tomo uma palavra de Teilhard de Chardin para falar sobre a manifestação de Deus refletida em nós: ele usa o termo “diafania”, que significa a passagem de um Deus através do ser humano, através da terra, através da montanha, neste caso. É, portanto, por essa razão que o Sinai também se torna o lugar da intimidade com Deus, não apenas do Deus terrível, bem diferente de nós, totalmente outro, não apenas do Deus que lhe dá sua palavra, mas também do Deus que é ainda adequado para você, entrando misteriosamente ao seu lado com ternura.

Com a SacraTour você pode descubrir a incrível história dos lugares onde você vê e respira a mistura de culturas e civilizações. Venha fazer essa experiência peregrinando conosco.

Fontes:
Biblia Sagrada
Osservatore Romano

Por Prof. Delci Filho

Compartilhe!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.