Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Nossa Senhora De Czestochwova

De Dentro Geral, Santuários Marianos Em 26/08/2018


Em 26 de agosto a Igreja celebra Nossa Senhora de Czestochowa. Nas encostas de Jasna Góra, a “montanha luminosa”, que circunda a cidade de Czetochowa, o santuário está situado em uma colina de pedras brancas, na parte ocidental da cidade. Os poloneses estão habituados neste Santuário a apresentar muitos eventos da própria vida: momentos felizes como aquelas decisões tristes e solenes, tais como a escolha de sua vida, vocação religiosa ou casamento, o nascimento dos filhos, os exames de maturidade… Eles se acostumaram a vir com seus problemas para Jasna Gòra para confiá-los à Mãe Celestial, na frente de sua imagem milagrosa. Pode-se dizer que esta imagem é o coração do santuário de Jasna Góra e é também essa força, misteriosa e profunda, que todos os anos atrai intermináveis multidões de peregrinos, da Polônia e de todos os outros lugares do mundo.

 

 

A História Da Pintura

A pintura de Nossa Senhora de Czestochwova tem uma história complexa. A tradição diz que foi construída por São Lucas em uma madeira que formou a mesa usada para oração e comida pela Sagrada Família. O evangelista teria composto duas pinturas em Jerusalém para transmitir a incomparável beleza de Maria. Um deles, chegado à Itália, ainda é um objeto de culto em Bolonha; o outro foi primeiro levado a Constantinopla e colocado em um templo pelo imperador Constantino. Mais tarde, ele foi dado ao russo Príncipe Leão, que serviu no exército romano, que transferiu a relíquia de valor inestimável para a Rússia, onde, por muitos milagres, ele foi intensamente venerado.

Segundo os críticos de arte, o quadro de Jasna Góra era originalmente um ícone bizantino, do gênero Odigitria, que data do século VI ao século IX. Pintado em uma placa de madeira, retrata o busto da Virgem com Jesus em seus braços. O rosto de Maria domina todo o quadro, com o efeito de que aqueles que olham para ele estão imersos no olhar de Maria: ele olha para Maria, que, por sua vez, olha para ele.

Também o rosto da Criança é dirigido ao peregrino, mas não o seu olhar, que é de alguma forma fixado em outro lugar. Os dois rostos têm uma expressão séria e pensativa, que também dá o tom emocional a todo o quadro. A face direita da Maria é marcada por duas cicatrizes paralelas e por uma terceira que as cruza; o pescoço tem seis outros arranhões, dois dos quais visíveis, quatro quase imperceptíveis. Jesus, vestido com uma túnica escarlate, repousa sobre o braço esquerdo da mãe. A mão esquerda segura o livro, a direita é levantada em gesto de soberania e bênção. A mão direita da Maria parece indicar a criança. Na frente de Maria, uma estrela de seis pontas é representada. Em torno dos rostos da Maria e de Jesus destacam-se os halos, cujo brilho contrasta com a compleição de seus rostos.

Após a profanação de 1430 pelos heréticos de João Hus, e a restauração, a fama do santuário cresceu enormemente e as peregrinações aumentaram, a tal ponto que a igreja original se mostrou insuficiente para conter o número dos fiéis. Por esta razão, já na segunda metade do século XV, junto à Capela de Nossa Senhora, foi iniciada a construção de uma igreja gótica com três grandes naves. Em 1717 a imagem milagrosa de Nossa Senhora de Jasna Góra foi coroada com o diadema papal e, a partir do século passado, numerosas igrejas dedicadas a ela foram erguidas em todo o mundo: atualmente são cerca de 350, das quais 300 só na Polônia.

 

 

A Fama Da Imagem Milagrosa

A fama cada vez maior da imagem milagrosa da Mãe de Deus fez com que o antigo mosteiro se tornasse um destino constante de peregrinações dedicadas ao longo dos anos. O culto da Nossa Senhora Negra de Czestochowa estendeu-se ao continente americano, à Austrália, à África e até à Ásia. Uma devoção que não tem limites, que tocou os corações de muitos e que tem sido particularmente querida como qualquer polonês que se preze – ao nosso Santo Padre, João Paulo II, que sempre foi o mais fiel devoto de Maria.

Desde a Idade Média, de toda a Polônia, a peregrinação a pé acontece em direção ao Santuário de Częstochowa, que vai de junho a setembro, mas normalmente o período escolhido é em torno a meados de agosto. A peregrinação a pé dura vários dias e os peregrinos também percorrem centenas de quilômetros ao longo de mais de 50 rotas de toda a Polônia, a mais longa das quais é de 600 km.

 

 

Palavras De Papa Francisco

Tomemos hoje Papa Francisco como um grande impulsionador desse destino que a SacraTour traz para você que deseja peregrinar conosco: “Apresentando-se diante da face de sua Mãe e Rainha, escutem atentamente sua palavra: o que quer que Jesus lhe diga, faça-o (veja João 2:5). Que seja para cada um de vocês uma indicação na formação de consciência, em colocar ordem na vida pessoal e familiar, na construção do futuro da sociedade”.

Diante disso, com o coração confiante, peçamos: Nossa Senhora de Czestochowa, rogai por nós.

 



Conheça nossos roteiros de viagens religiosas


Nós temos condições especiais pra você, entre em contato com a gente: [email protected] ou pelo whats app!

Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.