Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

França : Um Local Rico Em Fé e Espritualidade!

De Dentro Geral Em 13/02/2019


FRANÇA: A TERRA PRIVILEGIADA DE MARIA

        Não há um lugar no mundo onde a Virgem Maria apareceu com tanta frequência como na França. Digno de nota, é a tradição que remonta ao final da Idade Média e que tem suas raízes na conversão em massa dos Celtas, e em particular dos francos, que substituiu muitos de seus templos por igrejas e santuários consagrados ao culto de Maria.          Já Carlos Magno, o fundador do “Sacro Império Romano”, nutria uma profunda reverência para com a Virgem, a ponto de querer ser enterrado com uma estatueta em seu peito. Esta devoção acompanhou seus sucessores na sua ligação especial com a Notre Dame, em Paris, um amor retribuído entre Maria e os franceses, como evidencia a história das aparições marianas, que se sucedem há mais de um milênio. Eventos reconhecidos pela Igreja e seus teólogos têm após extensas investigações,  creditado a importância desses lugares de culto, os quais apresentemos por ordem cronológica.

 

A Medalha Milagrosa

        Para contextualizar essa aparição, voltemos ao ano de 1663, quando foi fundada  A Sociedade das Filhas da Caridade por São Vicente de Paula. Com a ajuda de Santa Luísa de Marillac, se espalhou ao redor do mundo, fiel à sua vocação missionária e ao espírito dos fundadores, com valores de humildade, caridade e simplicidade.

     As aparições na Rue du Bac, em Paris, certamente ajudaram a sensibilizar ainda mais o mundo sobre o carisma desta família religiosa, amplamente difundido nos cinco continentes, estando presente em mais de 90 países, incluindo os mais pobres, para um total de cerca de 20.000 Filhas da Caridade. Em Londrina, as Filhas da Caridade são conhecidas como as “Irmãs da Creche Santa Rita”.

 

A Medalha Milagrosa

A Medalha Milagrosa

 

      Em 1830, Catarina entrou no convento das Filhas da Caridade de Paris, na Rue du Bac, onde conduzirá seu noviciado. Será um período muito rico de graças celestes, como já foi 06 de junho de 1830, não muito tempo depois de sua entrada no convento, quando Jesus aparece durante a missa, como um Rei Crucificado, desprovido de qualquer ornamento,  cuja freqüência se tornará muito familiar para Catarina, já que durante o ano do noviciado ela poderá ver Jesus toda vez que entrar na capela.

     Foi durante o ano noviciado, que Catarina recebeu as aparições, inclusive com  as indicações de Maria para mandar cunhar a Medalha.

      Nestes eventos prodigiosos, Catarina manterá sempre a máxima reserva, não revelando a ninguém, em obediência ao seu diretor espiritual, as graças das quais o Céu a favoreceu durante a sua vida. Enquanto isso, mais de um milhão de medalhas milagrosas foram distribuídas, contribuindo para um notável fortalecimento da devoção mariana, impressionantes conversões e curas prodigiosas.

     As aparições receberam o reconhecimento do arcebispo de Paris em 1836. Somente após a morte de Catarina Labouré, suas irmãs souberam que ela quem recebeu da Virgem Maria a tarefa de difundir a devoção à Medalha Milagrosa. Depois de uma vida de silêncio e humildade, serviu muitos anos aos pobres em um hospital no leste de Paris, vindo a entrar na vida eterna em 31 de dezembro de 1876.

     O corpo de Santa Catarina está enterrado na cripta localizada sob a igreja da Rue du Bac. Quando foi exumado, em 1933, se viu incorrupto. Seus restos mortais se encontram em exposição na mesma capela onde Catarina recebeu as aparições da Virgem Maria, não muito longe da urna que contém o coração do fundador da Congregação, São Vicente de Paula.

     Catarina  Labouré foi beatificada pelo Papa Pio XI em 1933 e canonizada por Pio XII em 1947. No momento da sua morte, em 1876, havia no mundo mais de um bilhão de Medalhas Milagrosas distribuídas entre os fiéis, com os dizeres:  “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

 

Nossa Senhora da Salette

     Foi na tarde de 19 de setembro de 1846. A Virgem apareceu a dois pastorinhos com idades entre 15 e 11 anos. Melanie e Maximin Giraud Calvat se encontravam em uma montanha perto da aldeia de La Salette-Fallavaux, nos Alpes Franceses.

     Deslumbrando-se de luz e sentada sobre uma rocha, a Virgem chorava com a cabeça nas mãos até que, vendo os dois pastorinhos, confiou-lhes um convite à conversão para toda a humanidade. Diante do assombro deles, a Senhora levantou-se e com uma voz doce, mas em francês, disse-lhes: “Aproximem-se meus filhos, não tenham medo, estou aqui para anunciar-vos uma grande notícia”. 

 

La Salette, a Virgem e os pastorinhos

La Salette, a Virgem e os pastorinhos

    Animados, os pastorinhos se aproximaram e viram que a figura estava chorando. Parecia alta, luminosa, vestida como as mulheres locais: túnica longa, grande avental na cintura, um xale cruzado amarrado para trás e um gorro de camponês. Numerosas rosas lhe coroavam a cabeça, escondendo o xale e os sapatos. Uma luz semelhante a um diadema brilhou na testa. Nos ombros, ela tinha uma longa corrente, enquanto de outra corrente pendia um crucifixo brilhante, que em cada lado contava com um martelo e uma pinça entreaberta.

     A Virgem convidou-os a espalhar sua mensagem de reconciliação para seu povo. Assim que a notícia da aparição se espalhou na montanha, começaram as peregrinações, e nos meses seguintes, as primeiras curas inexplicáveis ​​também ocorreram, mais tarde reconhecidas pela Igreja como milagres. Um ano depois, em 1847, 50.000 fiéis se reuniram em Mont-sous-les-Baisses, a 1800 metros acima do nível do mar, e em 1851, o bispo de Grenoble reconheceu oficialmente a aparição. Assim, no ano seguinte, em 1852, começou a construção da basílica, que foi concluída treze anos depois. O santuário está localizado entre Grenoble e Gap, com sua natureza intocada típica das altas montanhas. Tudo ao redor de uma área turística cheia de lagos, rios e trilhas.

     La Salette é de importância estratégica nas aparições da Virgem, que se apresenta como uma mãe carinhosa para salvar a vida de seus filhos. Nada escapa à sua ternura de Mãe: é totalmente comprometida com o interceder em nosso favor junto a seu Filho Jesus.

 

La Salette

La Salette

 

Nossa Senhora de Lourdes

     Lourdes é conhecida como o coração espiritual do mundo católico na França,  recebendo todos os anos mais de 5 milhões de peregrinos. Em 2018, Lourdes celebrou o aniversário de 160 anos desde que as aparições da Virgem a Bernadette Soubirous, uma adolescente de 14 anos, filha de um pobre moleiro, para quem 1858 a “Bela Dama” falou por 18 vezes, entre 11 de fevereiro e 16 de julho.

      O evento teve uma ressonância incrível devido às crônicas dos jornais da época, até o reconhecimento pela Igreja nos anos seguintes. Em 1864, no lugar indicado pelas aparições a Bernadette, foi colocada uma estátua de Maria, vestida de branco com uma faixa azul em volta da cintura. Mais tarde, foram construídas três basílicas: a da Imaculada Conceição, a de Nossa Senhora do Rosário e a subterrânea dedicada a São Pio X.

 

Bernadette Soubirous

    Desde 1905, está em funcionamento no santuário um escritório médico que recolhe relatos de supostas curas milagrosas: atualmente 69 casos foram reconhecidos oficialmente pela Igreja Católica como milagrosos. Desde então, a gruta da aparição tornou-se um lugar importante para milhões de peregrinos.

     Bernadete teve uma vida breve, morrendo em 16 de abril de 1879, e seu corpo permanece incorrupto. Foi beatificada em 1925 e canonizada em 1933. Lourdes tornou-se a principal meta de peregrinação da Europa. O modo e o estilo das celebrações criaram um modelo para outros santuários.

     O Santuário de Lourdes é um dos lugares marianos mais procurados, graças a sua altíssima espiritualidade,  famoso sobretudo como santuário para os enfermos, que chegam de todas as partes do mundo procurando a cura.

 

Santuário de Lourdes

 

Fontes:

Lachiesa,it

Santiebeati

 

Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.