Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Domingo de Ramos

De Dentro Geral, Terra Santa Em 10/04/2019


Domingo de Ramos

Com o domingo de ramos tem início a Semana Santa, onde na liturgia reviveremos os mistérios centrais da nossa salvação: a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Hoje nós revivemos a acolhida festiva que as pessoas deram a Jesus na entrada de Jerusalém: todos saudavam o Messias, acenavam com ramos de palmeira porque o libertador havia chegado! Sim, aqui está ele e finalmente ele entra em Jerusalém para conquistá-la … não … [R1] para se render e morrer. Que estranho Messias, diríamos!

Oh sim, Jesus, que é Deus-conosco, não triunfa da maneira humana, mas da maneira divina: amando e perdoando apesar da rejeição de seu povo! Aqui está sua onipotência: no amor e no infinito perdão, mesmo para aqueles que primeiro o louvaram e depois de um tempo o crucificaram! Sim, Jesus ama tanto quanto não somos capazes de amar.

Neste domingo, queremos refletir sobre dois aspectos. O primeiro é a grandeza da misericórdia de Deus, que em Jesus se faz carne: ele, o inocente, toma sobre si todo o mal, todo pecado e suas consequências e se sacrifica voluntariamente por nós. Deus não pode suportar ver suas criaturas feridas pelo pecado, perdidas e vem para nos salvar: e na paixão nós o vemos silenciado diante de insultos e acusações; suportar a condenação injusta, embora tanto Pilatos como Herodes não tivessem encontrado culpa Nele (Cf. Lucas 23:14). É realmente um amor divino transbordante, excessivo! Como não abrir o coração diante Dele?

Rio Jordão

Rio Jordão

Vamos pensar sobre a diferença entre Pedro e Judas. Ambos traem Jesus, ambos sentem dor, mas suas histórias terminam de maneira diametralmente opostas. Por quê? Porque Pedro confiava na misericórdia de Deus. Judas não confiava! Ou pense nos dois ladrões. Ambos pecaram; mas um amaldiçoa e morre de raiva; o outro, na hora da morte entrou no céu. Por quê? Porque ele gritou: “Jesus, lembra de mim quando você entra no seu reino” (Lucas 23:42). E imediatamente ele foi recebido pela misericórdia do Senhor. Nós também podemos experimentar esta misericórdia: Deus nos ama, nos busca, está pronto para nos dar todos os seus dons, tudo de si, seu Espírito em nós, a vida eterna: Ele nos pede apenas para recebê-lo, para confiar Nele, segui-lo na Igreja: Ele se fez como nós para que nos tornamos como Ele! Esta semana é a ocasião certa para partir, para nos permitirmos perdoar aqueles pecados que nos desfiguraram, redescobrindo a grandeza a que Deus está nos chamando!

Monte das Oliveiras

Monte das Oliveiras

O segundo aspecto é; não é que também parecemos um pouco com a multidão? Ou seja, que louvamos ao Senhor, o seguimos entusiasticamente até que tudo esteja bem, talvez até mesmo participando de reuniões de oração e da liturgia. Mas quando a cruz aparece no horizonte da vida, as coisas mudam. Oh sim, quantas vezes nós também gostaríamos de um Jesus sem uma cruz! Mas Jesus não veio para remover o sofrimento, mas para eliminar uma coisa pior: sofrer desnecessariamente. Ele foi capaz de enfrentar tudo, não porque ele é um “super-homem”, mas porque estava sempre unido ao Pai e entregue à sua vontade. Nós também seremos capazes de enfrentar fielmente as provações da vida se vivermos unidos ao Pai, que nos dá o Seu Espírito, a sua graça. Podemos ter em nós o Espírito de Deus, o coração de Jesus, seus próprios sentimentos, seu próprio amor, sua própria misericórdia: basta pedir a Ele! Na cruz, Ele ora ao Pai por seus assassinos e se preocupa com a vida de seus discípulos (Cf. Lucas 23:34). Este é o segredo está aqui mesmo, conversando com o Pai, buscando união com Deus mesmo quando coisas dolorosas acontecem conosco ou outras nos fazem o mal. E assim o sofrimento, que é uma realidade que por várias razões nos deparamos na vida, torna-se um caminho de crescimento e amadurecimento, um caminho aberto que nos conduz para a plena felicidade, para Ele, o Senhor e Salvador de nossas vidas.

Deus abençoe você nessa caminhada para a Ressurreição.

Fonte: Bíblia Sagrada

Compartilhe!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.