Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

Belém: nas origens do Natal

De Dentro Geral Em 24/12/2018


Oração, música, fogos de artifício. Assim, a cidade de Belém, na Cisjordânia, está se preparando para as festas de Natal, um evento majestoso que evoca a história mais importante da humanidade.

A pouco mais de dez quilômetros de Jerusalém, onde religiões e povos se misturam todos os dias, o posto de controle lembra a fronteira entre dois mundos. Além da guarita e dos controles, a estrada que leva ao coração de Belém – para a tradição cristã, o local de nascimento de Jesus – serpenteia entre as casas se afastando e se aproximando do muro que divide uma parte dos territórios palestinos de Israel.

A história toda começou em Belém, com o nascimento de Jesus! “Belém” em hebraico significa “Casa do Pão”. O nascimento de Cristo na “Casa do Pão” levou à transformação do pão na Casa de Cristo. A simples vinda de Cristo como uma criança na Sagrada Família levou à simples vinda de Cristo como anfitrião em sua família.

A Basílica da Natividade

A Basílica da Natividade, que segundo a tradição foi construída sobre a caverna/ habitação, que marca o lugar onde o nascimento de Cristo ocorreu, tem uma história antiga. As escavações arqueológicas, que começaram na década de trinta do século passado e, em seguida, levado adiante pelo grande arqueólogo franciscano Padre Bagatti, desenterraram os restos de um edifício anterior, que a igreja foi construída por Elena em 333 d.C, (mãe do imperador Constantino ), que é o mencionado no diário da peregrina Egeria.
Neste lugar por volta de 1200 a.C. habitaram as tribos que mais tarde dão à luz a Davi, e aqui, de acordo com os Evangelhos, Jesus nasceu, visto que Maria e José estavam lá para o “censo” como descendentes do mesmo clã do rei Davi.

Na área, os arqueólogos identificaram a presença de diferentes cavernas com características semelhantes às da Natividade. Repetidamente saqueada, destruída e restaurada, por exemplo, a Basílica de 531 foi reconstruída pelo imperador Justiniano, que tinha um mosaico feito com a imagem dos Magos em trajes persas. Este particular no século seguinte salvaguardou a igreja durante uma invasão da Pérsia: os soldados pararam na frente daquela imagem que eles reconheceram como sua.

Este ano, os peregrinos poderão visitar uma Basílica da Natividade quase completamente renovada. O trabalho de restauração iniciado em 2013, e que deve terminar no final do próximo ano, já restaurou os mosaicos e colunas à sua antiga glória após 600 anos. “Esta é uma das maneiras de aumentar o turismo e garantir que os cristãos, atingidos pela crise econômica, não deixem esta terra”, disse o prefeito de Belém, Anton Salman, à Associated Press. “A igreja é linda, todos os cristãos do mundo deveriam visitá-la.”

Belém é chamada a uma vocação universal de paz e reconciliação dos povos.
A presença de peregrinos em Belém é um fator de esperança e uma ajuda concreta para elevar o destino das famílias cristãs, muitas das quais vivem trabalhando no campo do turismo religioso e peregrinações. Esses peregrinos, assim agindo, tornam-se embaixadores da paz, e como nos tempos bíblicos, correm nos passos desse grupo de pastores que dois mil anos atrás, foi apreendido com espanto no rosto de um bebê deitado em uma manjedoura. O nascimento de Cristo oferece sempre um novo começo!
Seja com a SacraTour um canal de esperança para os cristão que vivem na Terra Santa. Seja um embaixador da paz e visite os lugares santos peregrinando em um de nossos roteiros.

Fonte: Vatican News

Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.