Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

A Quarta-Feira de Cinzas

De Dentro Geral, Terra Santa Em 13/02/2018


A Quarta-Feira de Cinzas, cuja liturgia é marcada historicamente pela penitência pública, que tinha lugar neste dia e da intensificação da formação dos catecúmenos, que deviam ser batizados durante a Vigília Pascal, abre agora o tempo da Quaresma.

O espírito comunitário de oração, de sinceridade cristã e de conversão ao Senhor, que proclamam os textos da Sagrada Escritura, se exprime simbolicamente no rito das cinzas colocadas sobre nossas frontes, à qual nos submetemos humildemente para responder à Palavra de Deus.

A penitência que fazemos ao longo de toda a Quaresma, como parte do nosso caminho espiritual, nos leva a reconhecer que somos pó e que ao pó retornaremos como um sacrifício oferecido a Deus em união com a morte de Jesus. Por isso, a Quarta-feira de Cinzas, como o resto do tempo quaresmal, não possui um sentido por si só. Esse tempo deve nos levar a compreender o evento da Ressurreição de Jesus, que nós celebramos renovados interiormente e com a firme esperança que os nossos corpos serão transformados como o Dele.


A renovação pascal é proclamada para toda a humanidade que crê em Jesus, que seguindo o seu exemplo, praticam o jejum para vencer as seduções do mundo que o Maligno nos apresenta para fazer-nos cair em tentação. A redução dos alimentos do corpo é um sinal da disponibilidade do cristão ao Espírito Santo, e, ao mesmo tempo, da nossa solidariedade com aqueles que vivem na pobreza.

 

Tempo de Graça

Nesta Quarta-feira de Cinzas, a liturgia da Palavra nos ajuda a entrar em sintonia com um tempo de Graça, um tempo favorável. Neste sentido, no dizer de Papa Francisco, “a escuta da Palavra e as obras de misericórdia nos preparam no melhor modo para festejar a definitiva vitória sobre o pecado e sobre a morte de Jesus, que agora está vivo, e que deseja purificar a sua Igreja, na espera de sua vinda gloriosa. Não percamos esse tempo de quaresma como um tempo favorável de conversão”. Portanto, esta é uma ocasião para reentrar no próprio coração, e depois de fazer esse passo, retornar ao Pai. Sintamos, desse modo, a quaresma como uma questão do coração: o Senhor quer salvar-nos e pede a nossa colaboração. Confiemos Naquele que pode mudar a nossa existência e dar sentido à nossa vida. Escutemos a voz do Senhor no silêncio de nosso coração a dizer-nos: eu te amo, eu dou sentido e alegria ao teu coração e a toda a sua pessoa. Nesse amor, iniciemos o nosso tempo quaresmal. Amém.

Compartilhe!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.