Blog Sacratour

4003-6134 ou pelo whats app! [email protected]

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar por Título
Pesquisar por Conteúdo
Pesquisar nas postagens
Pesquisar nas paginas
Menu
SacraTour

Turismo Religioso

5 experiências incríveis no Santuário de Lourdes

De Dentro Geral, Santuários Marianos Em 15/07/2020


Estamos Peregrinando de Casa pela França e não poderíamos deixar de falar de Lourdes. A cidade abriga um dos Santuários mais conhecidos do mundo: o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes. Milhões de pessoas fazem peregrinação à Gruta de Massabielle, onde em 1858, a Virgem Maria apareceu à Santa Bernadette. Mas qual será a sensação de estar no santuário? E nos banhos? E a água milagrosa? Para termos uma visão mais pessoal dessa experiência e as respostas a essas perguntas, convidamos 5 peregrinos da SacraTour para nos contar suas impressões.

Começamos com o depoimento de Renata Borghesi:

“Minha experiência em Lourdes foi indescritível, desde o primeiro momento que cheguei na cidade senti algo inexplicável, meu coração bateu forte, uma emoção muito grande. A cidade é repleta de voluntários de todas idades, tem faixas largas e vermelhas pintadas no chão para que os doentes passem, a prioridade são os doentes, e o fato de ter tantos jovens voluntários envolvidos, carregando cadeiras de rodas, macas com esses enfermos, para que possam fazer a experiência no Santuário, tomar banho nas águas, enfim, demonstra a fé dessas pessoas e a disponibilidade desses voluntários o que me tocou imensamente. A vida é uma doação, e essas pessoas são a prova disso. Imagina, uma pessoa doente, que não consegue andar, as dores que sentem, todas dificuldades e estão lá, com fé pedindo a cura, é maravilhoso.

O banho nas piscinas de Lourdes é outro fato que não tem como explicar, porque são muitos, muitos voluntários que estão lá para te servir, com muito amor no coração. A senhora que me atendeu, me abraçou muito e chorei junto com ela de tanta emoção. A procissão de velas é comovente, os doentes são sempre prioridade, eles vão a frente com as cadeiras de roda, as macas e nós atrás rezando, todos com o mesmo sentimento de fé, alegria e gratidão por estar ali, vivendo aquele momento.

Enfim, o que o Lourdes me ensinou? O importante na vida é servir e alimentar nossa fé!!! Agradeço a vida desses voluntários, que com tanto amor no coração estão lá para atender o próximo, isso nos mostra que apesar de tantos problemas, tem muita gente boa no mundo. Que Deus abençoe todos esses voluntários e que possamos aprender um pouco com eles, que doam a vida pelo próximo.”

Silvana Felix de Souza Modesto

“Eu imaginava o Santuário de Lourdes como uma igreja grande com uma praça na frente. Mas quando eu cheguei lá, fiquei impressionada com aquele espaço e toda aquela arquitetura, com várias igrejas e outras catedrais. Foi impressionante. Chegamos à noite e fomos dormir, então não vimos o Santuário, mas deu para sentir o clima da cidade. Quando, no outro dia, nós fomos andando do hotel até o santuário, tudo foi muito emocionante e indescritível; o ar, as pessoas, tudo muito diferente rumo à santidade. Eu já tinha lido sobre a história de Santa Bernadette, mas não imaginava tudo o que vi, posso dizer que eu conhecia 1% e chegando lá conheci 1000%. A minha história com Nossa Senhora de Lourdes e Santa Bernadette começou uma amiga minha, Stela Mataveli, ela é muito devota e na casa dela tem uma capelinha e tem a imagem de Nossa Senhora de Lourdes e Santa Bernadette e eu comecei a me apaixonar ao ver o tamanho da fé dessa minha amiga.

Em Lourdes, fiquei muito impressionada na gruta e mais impressionada ainda na procissão. Na procissão vi aquela multidão de pessoas, aqueles voluntários de branco o tempo todo ajudando as pessoas, aquelas macas sendo carregadas por outras pessoas…aquilo me tocou muito. Parecia que o mundo tinha parado naquele momento que eu vi a procissão sendo formada na parte da tarde com os doentes e à noite aquela multidão de pessoas com velas e rezando cada um em sua língua… foi muito impressionante.

Viver o tempo que nós passamos em Lourdes foi muito bom. Até hoje quando escuto a história de Nossa Senhora de Lourdes ou da Santa Bernadette tudo volta a minha mente. Só de fazer esse relato, parece que eu estou lá…na escada que subimos, no banco que nos sentamos, com a água que bebemos…parece que não sai mais nem da nossa mente, nem do nosso corpo. Lembrar de Lourdes é estar lá novamente.”

Maria Eugênia

“Nunca imaginei que fosse sentir o que senti em Lourdes. Em Fátima eu sempre me emocionei muito desde o momento que entro na cidade, mas em Lourdes não foi assim e não esperava que fosse. No começo não senti o fervor, passei o dia participando das atividades, tomei o banho nas piscinas e foi sobrenatural, aquela água gelada e quando você sai estava seca, mas ainda não tinha me dado o “tchan”.

Depois da procissão de velas, à noite, é que senti uma emoção muito grande. Passei em frente a gruta para deixar a vela e vi aquela luz na minha direção, parecia que Nossa Senhora refletia aquela luz pra mim, foi muita emoção!!! Chorei bastante, foi muito bom!”

Valdívia Borges da Cruz

“Quando me falavam da gruta de Lourdes, da igreja montada no local e que posteriormente virou santuário, eu achava que era algo pequeno como uma capela e na realidade meus olhos e coração se encheram de emoção de ver o quão GRANDE é aquele lugar. Grande de tamanho e Grande de Fé.

Não sei se posso falar que conhecia a história de Nossa Senhora de Lourdes e Santa Bernadatte porque o pouco que li sobre o assunto tinha na imaginação uma coisa. A Emoção de estar nos lugares. Escutar uma religiosa contando a versão original “ao vivo e a cores”. Não tem descrição. Não tem forma de explicar.

O momento que me senti mais tocada foi quando o padre falou: ” o banho é para quem tem uma enfermidade. Eu pensei: Hum, então eu não vou. Mas como assim? Estou aqui e não vou? Ops!! Vamos enfrentar uma fila de 4 horas. Foram as horas que mais voaram em minha vida. Ao meu redor pessoas diferentes de diferentes lugares do mundo. Ali estava um grupo de escoteiros cantando e rezando em francês e inglês. Que lindo! Passei pelo banho por mim e pelos meus parentes queridos com enfermidades. Procurei pensar em todos eles. Se esqueci de alguém tenho certeza que NOSSA SENHORA lembrou …. rsrsrs

O que me chamou a atenção foi quando eu estava na fila para o banho e de repente avistei um monte de cadeirantes. Pessoas que vinham sendo amparadas por voluntários. Imaginei, como assim, irão passar na nossa frente? Quando chegaram próximo observei que se tratavam a maioria de idosos. Alguns muitos enfermos. No fim da vida. O que fazem aqui? Neste momento pude presenciar que existe a FÉ DOS MILAGRES. A fé que nos impulsiona a acreditar que estávamos todos no caminho certo, onde Nossa Senhora nos levará a DEUS e que ELE sabe de todas as coisas.”

Edna Maria de Oliveira Silva

“O que falar dessa viagem? Dessa experiência na minha vida? De algo que eu tenho certeza absoluta que Maria foi intercessora e eu sou tudo grata. Grata a Deus, à Maria, ao meu filho, Pe. Anderson, à SacraTour que abriu as portas e fez com que nós fossemos conhecer, principalmente eu, Edna. Eu pude conhecer um mundo que eu não imaginava como era, eu via pela televisão, mas era uma coisa mais fria. Eu não imaginava que um dia Deus iria me colocar nesta viagem, então, para mim, toda a viagem foi muito marcante. Agora, eu ouvia falar da história de Santa Bernadette, ouvia falar das aparições de Nossa Senhora de Lourdes, mas era uma coisa fria…eu ouvia a história…Mas quando eu cheguei lá que eu vivenciei onde tudo aconteceu, que passei pela Gruta, que vi aquela água benta, as pessoas com vasilhas pegando a água com fé e acreditando… foi emocionante.

Quando fui para a piscina dos banhos, até um pouco desacreditada, mas quando entrei naquela fila ao meio dia e só sai às cinco horas, mas sem ver a hora passar, passei momentos de oração com pessoas ao redor, quer dizer, o tempo todo que fique na fila, fiquei em comunhão com Deus. Na verdade, o banho é só mais um momento, porque tudo começa quando você senta ali nos bancos de espera. Eu me emociono toda vez que falo e lembro de quando entre naquela piscina tão envolvida pela presença de Maria.

Eu tenho muita gratidão a Deus e a todas as pessoas que foram comigo, à possibilidade de ter feito essa viagem, de ter rezado nos pés de Nossa Senhora de Lourdes. Obrigada a vocês da SacraTour, à Renata, todos vocês! Muito obrigada! Que Deus abençoe muito você por proporcionar esses momentos maravilhosos em minha vida.”

Nós, da SacraTour, agradecemos às queridas peregrinas que dividiram conosco momentos tão especiais e emocionantes. Saber o que as pessoas sentem é realmente incrível. E você, também teve uma experiência marcante ou sonha em ter? Conte para nós nos comentários!

Compartilhe!

Posts Relacionados

1 comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.